A Marina Silva deu a entender que não existe voto útil no primeiro turno. Gostaria de discordar. Suponhamos um cenário, similar ao mostrado no vídeo, em que Pepperoni tem 40% dos votos válidos, Mussarela 25%, Marguerita 20% e os outros sabores misturados 15%. Suponhamos ainda, que meu candidato preferido é um dos sabores misturados, e meu segundo candidato preferido é Marguerita. Mussarela é o pior candidato na minha opção. Dessa forma, eu prefiro que haja um segundo turno entre Pepperoni e Marguerita do que entre Pepperoni e Mussarela. Mas, se eu votar no meu candidato preferido, estarei tirando um voto da Marguerita, diminuindo suas chances no segundo turno, passando o voto para um candidato que tem menos chance de chegar no segundo turno. Por outro lado, posso fazer um voto útil, votando na Marguerita, escolhendo assim, o menos pior, já no primeiro turno.

Troquem Pepperoni por Dilma, Mussarela por Serra, Marguerita por Marina, e outro sabores pelos outros candidatos, ajustem as porcentagens e terão uma idéia da minha intenção de voto. Eu votaria no Plínio, mas votarei na Marina como voto útil.

A raiz desse problema é que o segundo turno só tem 2 candidatos. Se a eleição fosse em N turnos, esse problema estaria resolvido. Ou, se fosse usado, como no Debian, o Método de Condorcet, esse problema também não existiria.

Não faz sentido deixar de votar no "terceiro lugar" para votar no "segundo lugar" como voto útil, mas faz sentido deixar de votar no "quarto lugar" para votar no "terceiro lugar" e aumentar suas chances de disputar o segundo turno.

Espero que essa análise (esteja correta e) te ajude a votar.

Vamos supor que eu preveja um resultado nas próximas eleições. Se todo mundo usa minha previsão para fazer analises desse tipo, qual é a chance da minha previsão se concretizar e eu virar o novo vidente do reino?

Agora, sobre o serra ser o pior. Pensando no futuro do país, eu não estou convencido que a Dilma seja menos pior que ele, apesar de os dois serem de um nível muito baixo. Alias, acho que não tem nenhum que seria realmente bom, é tudo um jogo de menos pior -- e a diferença beira o negligenciável. De toda forma, acho que para o meu bem pessoal a Dilma é melhor. O Serra gosta de fazer uns contratos com a MS, é uma possível ameaça à migração dos softwares federais para o software livre.

Comment by Anonymous Qua 29 Set 2010 03:15:37 UTC